sábado, 31 de julho de 2010

DESLEIXO NAS INFRAESTRUTURAS DE ÁGUAS E ESGOTOS

(Recinto das captações de água na Glória do Ribatejo)

É esta a imagem de abandono que se mantém no recinto que contem captações de água, um reservatório apoiado e uma estação de tratamento da água na freguesia da Glória do Ribatejo. A empresa Águas do Ribatejo que, há mais de um ano, assumiu a gestão deste espaço não conseguiu ainda ganhos significativos no que ao asseio e limpeza diz respeito relativamente à anterior gestão do município de Salvaterra de Magos.
(ETAR de Marinhais)

Chegamos a igual conclusão quando visitamos as instalações da ETAR de Marinhais. Ervas e mato seco por todo o lado, falta de cuidado, desleixo. É imperioso que a empresa intermunicipal Águas do Ribatejo e os Presidentes de Câmara que integram a sua Assembleia-Geral, assumam as suas responsabilidades e contratem os equipamentos e os meios humanos que lhes permita assegurar a gestão digna de todo este vasto património.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

REUNIÃO DE CÂMARA REALIZADA A 28-7-2010

Procurando suprir a lacuna que se verificou na página da Internet da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos que não deu conta, ao contrário do que prometia vir a fazer, da Ordem de Trabalhos da última reunião de Câmara, apresentamo-la seguidamente na íntegra.
(clique em cima para visualizar melhor)

Assinala-se a substituição do vereador Helder Esménio nesta reunião - por estar de férias - pela Drª Berta Charréu.
Estranheza pela inusitada apresentação na mesma reunião de Câmara - com periodicidade quinzenal - de duas alterações ao Plano e Orçamento da Câmara, as 4ª e 5ª alterações.
Destaque para a intervenção do vereador socialista João Manuel Simões (cujo texto integral se reproduz) que chamou a tenção para a aparente apatia municipal neste período de Verão, em que se devia estar a assumir a limpeza de valas e linhas de água um pouco por todo o concelho.
(clique em cima para visualizar melhor)

O FIM DE UM CAMINHO


António Feio, actor e encenador, morreu na noite de ontem (5ª feira), depois de durante mais de um ano e meio lutar contra um cancro no pâncreas.
Disse um dia a propósito desse seu combate: "Se pudesse matava o bicho a rir". Infelizmente isso não aconteceu, António feio deixou-nos o seu trabalho, a sua memória e a boa disposição que manteve até aos últimos dias. É um bom exemplo para todos.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

ESTACIONAMENTO JUNTO ÀS ESCOLAS EM SALVATERRA DE MAGOS


Esta é a imagem da Rua Professora Natércia Assunção, num dia normal de aulas, já próximo das férias de Verão. Num arruamento que tem dois sentidos apenas fica disponível uma via para a circulação.


Lamentavelmente o problema também se estende à Rua do Parque e a outro dos acessos ao Bairro da Chésal (a partir da R. da Peteja). A escassez de estacionamento ocupa, em ambas as situações, uma das faixas de rodagem, o que impede que as viaturas se possam cruzar.


A necessidade de criar aparcamentos não deve, pelo exposto, ser descurada. Contudo, a actual gestão da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos definiu que o melhor local para construir o Centro Escolar de Salvaterra de Magos é precisamente o recinto onde o Ministério da Educação tem - actualmente em profunda remodelação - a Escola Básica e Secundária de Salvaterra de Magos.
Prever para este mesmo local mais um estabelecimento de ensino que vai concentrar todas as escolas primárias da freguesia e o ensino pré-primário, sem criar um número significativo de lugares de estacionamento é um erro tremendo, que vai prejudicar, em particular, todos os que habitam naquele Bairro e, de um modo geral, toda a população de Salvaterra de Magos que vai ter imensa dificuldade em levar e trazer as suas crianças às escolas.
A Câmara Municipal exige que qualquer empreendimento urbanístico (ou comercial) tenha sempre estacionamento, mas para si as regras já são diferentes!...


É lamentável que depois de alertados para este erro, por mais de uma vez, optem por nada fazer e prefiram esconder a cabeça na areia.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

PRAIA DOCE


Há muito que a Junta de Freguesia e a Câmara Municipal de Salvaterra de Magos desistiram de tentar preservar a Praia dos Tesos (Praia Doce). São bem visíveis nas fotos que se publicam os sinais dessa capitulação.

Durante muitos anos conhecida por Praia dos Tesos, dado que as pessoas mais abastadas da vila de Salvaterra de Magos optavam por ir (no Verão) para as Termas, para a Nazaré ou para a Figueira da Foz, aquele areal à beira do Rio Tejo, agora identificado por Praia Doce, era (e ainda é, embora de modo menos expressivo) aproveitado pelas classes sociais menos favorecidas para ali passavam bons momentos de lazer e descanso, aproveitando também para fazer piqueniques à sombra das árvores, beneficiando do parque de merendas ali existente.
Apesar do dinheiro gasto do Programa Valtejo a inexistência de uma estratégia municipal de aproveitamento turístico daquele espaço tem contribuído para o seu esquecimento e para a sua vandalização. É pena!...

terça-feira, 27 de julho de 2010

ABANDONO


De promessa em promessa os anos vão-se passando e é este o estado de abandono a que chegou o Campo de Jogos de Salvaterra de Magos!
Não fora a saudável teimosia de alguns dirigentes e de uns poucos associados e esta colectividade desportiva - que no passado mês de Janeiro comemorou o seu 85º aniversário – já teria encerrado.
Não vai ser possível, no entanto, manter por muito mais tempo vivo um clube que o poder político não tratou de harmonia com os pergaminhos desportivos que atingiu ao longo de décadas. A falta de comparência que o Clube Desportivo Salvaterrense teve na última edição das Festas do Foral, não explorando uma tasquinha, como fez ao longo de muitos anos consecutivamente, é provavelmente um grave sintoma, infelizmente!...

segunda-feira, 26 de julho de 2010

DIA INTERNACIONAL DOS AVÓS


Assinala-se a 26 de Julho o Dia Mundial dos Avós, efeméride em que se presta a afectiva homenagem, num dos muitos momentos que a vida, à grande maioria felizmente proporciona, aos que são ou foram pais dos nossos pais.

Os avós sempre companheiros e presentes na vida dos seus netos, assumem-se cada vez mais como educadores e primeiros conselheiros, pois, como diz um provérbio chinês: “O homem envelhece mas o seu coração não”.

domingo, 25 de julho de 2010

FESTAS EM HONRA DE S. MIGUEL ARCANJO

Decorre de 28 de Julho a 2 de Agosto a edição deste ano das Festas de Marinhais, em Honra de São Miguel Arcanjo.
Fogo de artifício, folclore e jogos populares, vacada e bailes, cerimónias religiosas e procissão e diversos espectáculos musicais são parte de um vasto Programa de Festas que seguidamente se publica na íntegra.
(Clique em cima para visualizar melhor)

sábado, 24 de julho de 2010

ESCOLA DO COCHARRO


As antigas instalações (municipais) da Escola do Cocharro têm o aspecto que a foto evidencia.
Abandono, laxismo, ausência de ideias são algumas das palavras que melhor caracterizam a situação.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

POSTO DE SAÚDE DOS FOROS DE SALVATERRA


O poder político – administração central e local – não conseguiu ainda resolver o problema do desajustamento das actuais instalações do Posto de Saúde dos Foros de Salvaterra, provisórias há já 30 anos.
Até quando?!...
Levam ao presente estado de coisas a contracção económica, as dificuldades orçamentais e a opção BE de não as construir.
A actual gestão camarária podia substituir-se, para o efeito, à Administração de Saúde, como o fizeram no passado anteriores executivos municipais liderados pelo Partido Socialista, os quais preferiram avançar em benefício das populações de Muge, Granho, Glória do Ribatejo e Marinhais, ao invés de se limitarem a reclamar, como vem acontecendo com o BE há pelo menos uma década.
Reclamar ou fazer, eis a escolha!

quinta-feira, 22 de julho de 2010

FESTAS EM HONRA DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

Decorre de 23 a 26 de Julho a edição deste ano das Festas do Granho, em Honra de Nossa Senhora de Fátima.
Fogo de artifício e procissão, folclore e jogos populares, bailes e diversos espectáculos musicais são parte de um vasto Programa de Festas que seguidamente se publica na íntegra.
Votos sinceros de que tudo corra a contento da Comissão de Festas de modo a que a população do Granho se possa continuar a orgulhar da sua Festa.

(Clique em cima para visualizar melhor)


quarta-feira, 21 de julho de 2010

FÉRIAS


Iniciar-se-ão brevemente algumas férias em família. Por essa razão tive de agendar previamente alguns posts e continuarei (diariamente) a manter “vivo” e “interventivo” este espaço.
Registar-se-ão, contudo, atrasos significativos na publicação de eventuais comentários.
Correspondendo ao desafio lançado pelo Sr. Presidente da Junta de Freguesia de Salvaterra de Magos (BE), que concordou com a medíocre solução técnica que vai ser adoptada na repavimentação de algumas das ruas no centro histórico da vila, sede de concelho, argumentando que na cidade de Barcelona também se faz o mesmo, vou testemunhar “in situ” que nuestros hermanos também farão, alegadamente, disparates!...
Pavimentar parte da faixa de rodagem para deixar “canais” (“regueiras”) entre o novo alcatrão e os lancis que limitam os passeios, em vez de rebaixar ou remover o pavimento existente, não é em lado nenhum uma solução correcta, mas tal como S. Tomé vou “Ver para crer!”

NOVO AEROPORTO DE LISBOA: PRORROGAÇÂO DAS MEDIDAS PREVENTIVAS


18 Julho 2010

Resolução do Conselho de Ministros prorroga
Medidas preventivas na área destinada à implantação do novo aeroporto de Lisboa

Resolução do Conselho de Ministros que prorroga, pelo período de um ano, as medidas preventivas na área destinada à implantação do novo aeroporto de Lisboa (NAL) e nas áreas confinantes, delimitadas nos concelhos de Salvaterra de Magos, de Coruche, de Benavente, do Montijo, de Alcochete, de Montemor-o-Novo, de Vendas Novas, de Palmela, de Setúbal, da Moita e de Vila Franca de Xira, previstas no Decreto n.º 19/2008, de 1 de Julho.


Esta Resolução prorroga, pelo período de um ano, as medidas preventivas nas áreas destinadas à implantação do novo aeroporto de Lisboa (NAL), delimitadas nos concelhos de Salvaterra de Magos, de Coruche, de Benavente, do Montijo, de Alcochete, de Montemor-o-Novo, de Vendas Novas, de Palmela, de Setúbal, da Moita e de Vila Franca de Xira, em virtude de ser necessário manter e garantir as condições necessárias ao planeamento, à execução e à operação do NAL.

terça-feira, 20 de julho de 2010

E VAI MAIS UMA


A próxima reunião ordinária (pública) da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, datada para o dia 21/07/2010 é adiada para o dia 28/07/2010, pelas 14.30 horas, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.
Eis o texto da missiva recebida:

No uso da competência que me confere a alínea n), do n.º 1, do art.º 68.º, conjugado com o n.º 3, do art.º 62, da Lei n.º 169/99, de 18 de Setembro, com a alteração introduzida pela Lei n.º 5-A/2002, de 11 de Janeiro, comunico a V. Exa., que a reunião ordinária que devia ocorrer no dia 21 de Julho de 2010, fica alterada para o dia 28 de Julho, pelas 14:30 horas.

Com os melhores cumprimentos.


A Presidente da Câmara Municipal

 
Ana Cristina Ribeiro

DESPERDÍCIO DE DINHEIRO PÚBLICO. VAIDADES.

No passado sábado o Rancho Folclórico do Granho deslocou-se - em autocarro cedido pela Câmara Municipal de Salvaterra de Magos - a Mirandela (Trás-os-Montes) para uma actuação.


O grupo de folclore foi acompanhado nesta deslocação/viagem por um conjunto de familiares É compreensível que assim aconteça havendo lugares vagos.
O que já é bem mais difícil entender é que a Srª Presidente da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos se faça deslocar também a Mirandela, nesse mesmo dia, mobilizando uma outra viatura municipal e um motorista para alegadamente ir ver aquela actuação!


Apesar das dificuldades financeiras que a Câmara Municipal tem, bem evidentes no deplorável estado de conservação em que se encontra a nossa rede viária, a Srª Presidente da Câmara preferiu ir mais tarde e numa outra viatura (ligeira) municipal, ao invés de acompanhar o Rancho no autocarro da autarquia. Vaidades?! Falta de paciência?! Desperdício de dinheiro público,?! Certamente.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

PARQUE INFANTIL DE SALVATERRA DE MAGOS


Celebra-se a 20 de Julho, o 35º aniversário sobre a inauguração do Parque Infantil de Salvaterra de Magos. Esta obra foi levada a cabo pelo Povo e teve início em 28 de Agosto de 1974 numa cerimónia pública de lançamento da 1ª pedra.


O terreno onde hoje se encontra este equipamento foi cedido para o efeito pelo município e nele realizaram-se, durante anos, diversas feiras e exposições e chegou a ser usado como campo de futebol.
Estão pois de parabéns todos quantos deram o 1º passo e ajudaram a dotar a vila de Salvaterra de Magos desta importante infraestrutura de apoio às crianças, aos jovens e até aos menos jovens.


Pena é que a antiga piscina do Parque continue, ano após ano, sem qualquer uso ou aproveitamento, abandonada, e com uma vedação em rede feia e desleixada!...

domingo, 18 de julho de 2010

1ª IMAGEM DO UNIVERSO

A origem e evolução do Mundo continuam a movimentar a massa crítica de muitos cientistas, até porque se acredita que a partir desse conhecimento será possível estabelecer modelos que nos permitam perspectivar o futuro do Universo. Assustador? Creio que não! Quanto mais sabemos mais noção temos daquilo que realmente desconhecemos!...


O satélite Planck, concebido para ajudar a entender melhor o início e o destino do
Universo, enviou a 1ª imagem da abóbada celeste, um verdadeiro tesouro de dados
para os astrónomos, anunciou recentemente a Agência Espacial Europeia (ESA).

"A primeira imagem do céu completo obtida pelo Planck constitui um extraordinário tesouro, repleto de dados inéditos para os astrónomos", explica a agência em comunicado.
Planck regista a radiação cósmica de fundo em microondas (CRMB, da sigla em inglês), a luz mais antiga do cosmo, em torno de 380.000 anos depois do Big Bang, que deu origem a nosso Universo. Esta radiação "fóssil" estende-se por todo o céu e constitui-se, de acordo com os cientistas, no "rastro indelével que o Universo deixou da sua juventude".
O mapa das flutuações dessa radiação deverá avançar o conhecimento sobre a geometria do Universo, o ritmo da sua expansão e o futuro previsível.
"Abrimos a porta através da qual os cientistas poderão buscar os elos perdidos que permitirão compreender como se formou o Universo e como evoluiu desde então", explica no comunicado David Southwood, director de Ciência e Exploração Robótica da ESA, afirmando que a qualidade da imagem é "altíssima".
Colocado em órbita em Maio de 2009, o Planck, localizado a 1,5 milhões de quilómetros da Terra, continuará a obter dados até ao início de 2012.
(in SAPO/AFP)

sábado, 17 de julho de 2010

A velhice chega demasiado cedo, a sabedoria demasiado tarde

(Por: Beja Santos)

O aumento da esperança da vida graças aos progressos da medicina e à mentalidade dos auto-cuidados; o maior controlo do sofrimento, a separação entre a relação sexual e acto reprodutivo; a estruturação da segurança social e a segurança na velhice, são alguns dos factores que contribuíram para que o cidadão se confiasse menos à divindade e mais na busca do desenvolvimento pessoal.
Serve este preâmbulo para apresentar uma estimulante leitura, uma proposta de conselhos para viver com mais vitalidade, confiança e coragem intitulada “A velhice chega demasiado cedo, a sabedoria demasiado tarde”, por Gordon Livingston (Editorial Presença), reputado psiquiatra que confia ao leitor dados sobre a sua experiência de vida, a sua longa prática clínica e a perda dolorosa de dois filhos.
São pequenos ensaios sobre áreas fundamentais da nossa vida. A mudança é a essência da vida, quem aspira a viver melhor, ter uma nova profissão, encontrar felicidade, prova que tem saúde e até que estão dispostos a mudar a sua percepção da realidade. Quando, por exemplo, morre um ente querido ou um amigo nosso e lhe pedimos que tenha coragem, o que no fundo lhe estamos a propor é que pense na sua vida de uma nova forma, e isto é tão válido como para quem quer superar uma doença, um quadro de dependência ou a falta de equilíbrio na vida de relação. Por isso Livingston alerta que “compreender por que motivo fazemos as coisas é muitas vezes uma condição prévia para a mudança”.
Não existem mapas para guiar as nossas buscas mais importantes, uma coisa é a determinação, outra a nossa capacidade para nos abrirmos ao imprevisto e confiar na esperança. Daí os itinerários sobre a aprendizagem (não consiste tanto em acumular respostas mas em descobrir a forma de formular boas perguntas), a forma como pensamos a nosso respeito, a importância que atribuímos à verdade (a verdade pode não nos libertar, mas não há maior loucura do que mentirmos a nós próprios para retirar apenas uma satisfação passageira), o modo como superamos a dor pelas perdas.
As propostas de Gordon Livingston não substituem as convicções religiosas, confinam-se ao universo de valores em que nos movemos independentemente da religião ou do ideário político. Descobrir o nosso padrão de vitalidade, confiança e coragem é uma relação complexa, notável, para nos relacionarmos connosco, com os outros, descobrir limites, equilibrarmos as nossas escolhas e a nossa abertura aos imprevistos. É assumir a responsabilidade e descobrir a alegria em encontrar o respeito pelos outros e com os outros. Daí o acertado do título provocatório deste livro de aconselhamento para o nosso desenvolvimento pessoal: a velhice chega demasiado cedo, a sabedoria demasiado tarde.

(in Jornal O RIBATEJO on line
http://www.oribatejo.pt/2010/07/a-velhice-chega-demasiado-cedo-a-sabedoria-demasiado-tarde/)

sexta-feira, 16 de julho de 2010

DATAS A RETER (em Julho)


(in http://historiadesalvaterra.blogs.sapo.pt/ de José Gameiro)

Outrora aconteceu, em Julho:

* No dia 10, de 1860 – Foi restaurado o concelho de Salvaterra de Magos, através do Dec.-Lei nº 160. Tinha sido extinto em 24 de Outubro de 1855, passando para Muge.
* No dia 15, de 1912 – Foram registados os Estatutos do Sindicato – Associação de Classe dos Trabalhadores Rurais da Vila de Salvaterra de Magos. Este sindicato teve a sua sede num edifício próximo da Capela Real. Em 1984, ainda era visível na parede os ferros que suportavam as bandeiras.
* No dia 20, de 1975 – Foi inaugurado o Parque Infantil de Salvaterra de Magos, obra de um grupo de salvaterrenses que depois de muito trabalho concretizaram um sonho que vinha de muitos anos. O recinto, foi depois oferecido ao povo, através da câmara municipal.
* No dia 6, de 1978 – Foi constituída a Cooperativa de Habitação Económica e Social de Salvaterra de Magos (CHÉSALl), teve uma certidão notarial com a data de 21 de Julho de 1978.
* No dia 28, de 1979 – Em terrenos da freguesia de Muge, foi lançada a primeira pedra do novo emissor da Rádio Renascença.
* No dia 31, de 1979 – Em sessão da Assembleia Municipal do concelho de Salvaterra de Magos, foi votada e aprovada uma “Comissão Administrativa” para o executivo da câmara municipal, em virtude dos vereadores eleitos se terem demitido.
* No dia 4, de 1983 – Foi inaugurado em Salvaterra de Magos, numa dependência da Capela da Misericórdia, um Museu, que na sua maior parte apresentava fotos antigas.
* No dia 20, de 1986 – A antiga professora Natércia Rita Assunção, foi alvo de uma grande e sentida homenagem - onde estiveram presentes cerca de 200 antigos alunos - pelos seus mais de 40 anos de ensino. As entidades oficiais associaram-se e foi dado o seu nome a uma rua da vila de Salvaterra de Magos.
* No dia 8, de 2000 – Numa corrida de toiros em Coruche, tomou a alternativa de Cavaleiro Profissional, a salvaterrense; Ana Batista, utilizou o cavalo “Jaguar” e foi seu padrinho, o cavaleiro Joaquim Bastinhas.


quinta-feira, 15 de julho de 2010

CÂMARA MUNICIPAL IGNORA AGENTES TURÍSTICOS CONCELHIOS

Das palavras aos actos vai de facto uma grande diferença!...
A gestão do Bloco de Esquerda da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos faz o que sempre fez: NÃO VALORIZA A INICIATIVA PRIVADA. Esta opção, característica de uma esquerda radical, conduziu-nos ao atraso em que nos encontramos, quando nos comparamos com os concelhos nossos vizinhos, quer no que diz respeito ao parco desenvolvimento económico como aos elevados níveis de desemprego. É preciso fazer muito mais e este modelo de gestão está esgotado.


Edição de 15-07-2010

O Mirante dos Leitores
Falcoaria Real de Salvaterra de Magos - Esclarecimentos da Promartur

“No passado dia 10 de Junho, feriado nacional, os turistas que fizeram o cruzeiro no Rio Tejo que a empresa promoveu “não bateram com o nariz na porta” como avança a notícia do vosso jornal. Foi feito um pedido à Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, no sentido de abrir a Falcoaria Real nesse dia, suportando a promartur todas as despesas, pedido esse que foi negado. Desta forma o grupo foi visitar o Museu Municipal de Benavente. A Câmara Municipal de Benavente abriu de propósito o Museu.
Na porta da Falcoaria Real o horário informa que a mesma está aberta aos feriados e fins-de-semana, fechando à segunda-feira, tal como todos os monumentos e museus do país. É importante salientar que é nestes dias que o número de participantes aumenta. As pessoas encontram-se mais disponíveis para viajar aos fins-de-semana e feriados e é por essa razão que a operação se realiza nestes dias. No que respeita à questão em que o Gabinete de Imprensa da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos afirma que “A Promartur já fez reservas para visitas de grandes grupos à Falcoaria Real em alguns fins-de-semana, a câmara prepara tudo para receber e depois não aparece ou avisa”, não é verdade. A Promartur fez um pedido para a abertura do Museu do Rio, para o dia 15 de Maio, em Salvaterra de Magos e não obteve qualquer resposta. Mais tarde a Promartur teve conhecimento que estavam à espera do grupo mas o grupo não compareceu porque a Câmara não deu resposta ao pedido.”

O PREÇO DOS COMBUSTÍVEIS E/OU O LUCRO FÁCIL


A evolução dos preços dos combustíveis nos últimos anos vem demonstrando a importância de se encontrarem (e comercializarem) soluções que não passem pelos combustíveis fósseis.
Ainda que o investimento inicial não recomende, por enquanto, a substituição do petróleo, os estudos em torno das energias alternativas vão ter de prosseguir, pois deles depende a continuidade do nosso modelo de vida, até aqui assente no consumo de energia barata. Esperemos que não haja nenhum hiato de tempo entre o fim previsível do petróleo e do gás natural e a adopção de um novo paradigma energético!

Faço votos sinceros para que a evolução da técnica, a cada momento, permita uma transição gradual e não brusca, evitando-se convulsões sociais de consequências imprevisíveis, de que o cartoon acima é uma mera caricatura [assalto a uma carrinha de transporte de valores não pelo seu conteúdo mas pelo valor do seu combustível].
A nossa autarquia - todas as autarquias - têm de acompanhar este esforço assumindo paulatinamente o recurso a energias renováveis, substuindo as viaturas movidas a combustíveis tradicionais por viaturas hibridas, adoptando a tecnologia led na iluminação pública - asssociada em certos casos a painéis fotovoltaicos - pois diminui drasticamente o consumo de energia, em suma, ter uma política que tenha por base a sustentabilidade ambiental.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

EB 1 DA VÁRZEA FRESCA NÃO ENCERRA


Permitir a adequada socialização das crianças e optimizar os níveis de aprendizagem são os grandes objectivos da medida governamental de fecho de algumas das escolas do 1º ciclo, um pouco por todo o País.
A Escola Primária (EB 1) da Várzea Fresca, pertencente ao Agrupamento de Escolas de Salvaterra de Magos, não encerra no próximo ano lectivo, 2010/2011, apesar de o número de alunos matriculado para esse ano lectivo ser inferior ao limite mínimo (21 crianças), definido pelo Ministério da Educação, para determinar o encerramento desse tipo de estabelecimentos de ensino.
A Escola beneficia do facto de não ter, até agora, um historial de matrícula de alunos aquém daquele limite e de na ponderação da decisão de encerramento entrarem apenas os números do ano lectivo anterior 2009/2010.

terça-feira, 13 de julho de 2010

UM EXEMPLO DE CORAGEM E DETERMINAÇÃO

Semeia legumes com a boca e vai vendê-los ao mercado de cadeira de rodas (vídeo), notícia do jornal Mirante.pt Diário Online
Um homem de 52 anos, portador de deficiência, que se desloca com a ajuda de uma cadeira de rodas, semeia legumes com a boca e vai vender os produtos aos sábados frente ao mercado de Salvaterra de Magos.
O trabalho de António Carvalho Pereira é feito no alpendre da casa térrea da família, numa zona rural do concelho, onde vive com a mãe. Instalado na cadeira de rodas eléctrica - comprada a prestações com o dinheiro que poupou da pensão - António Pereira dedica-se à plantação de couve e alface nos pequenos cubículos de cuvetes.

video
 
Usa o cabo de um pincel que lhe ofereceram, com um ferro aplicado na extremidade, para executar um trabalho de precisão. Cada uma das sementes é empurrada cuidadosamente para dentro da terra com a ajuda do utensílio que segura entre dentes.
Às 7h10 da manhã, todos os sábados, António deixa a casa e inicia um percurso lento de quatro quilómetros até ao mercado que demora 45 minutos a fazer. O mais difícil é superar em cadeira de rodas a estrada em terra batida que o leva até à nacional. Depois vai percorrendo a berma da 118, seguindo ao seu ritmo.
in O Mirante TV (13 Julho 2010) 

MUITO LIXO NOS FOROS DE SALVATERRA


É frequente ver, um pouco por todo o lado no concelho de Salvaterra de Magos, os recipientes (contentores) de recolha dos resíduos sólidos urbanos (lixos) repletos e a entornar, como as fotos bem evidenciam.


O que já é menos comum é ver no mesmo dia, na mesma freguesia, neste caso nos Foros de Salvaterra, grande parte deles totalmente cheios e inúmeros sacos no chão que acabam por ser rasgados pelos cães, espalhando no chão lixo e todo o tipo de detritos.


Perante este estado de coisas resta à Câmara Municipal ou aumentar a frequência de limpeza dos contentores, diminuindo o tempo entre recolhas, ou se não dispuser dos meios humanos e equipamentos para isso, pelo menos comprar mais contentores e reforçar o número dos que existem. Nada fazer, como até aqui, é que não resolve problema algum como se vê!

segunda-feira, 12 de julho de 2010

INTERVENÇÃO DA PRES. DA JUNTA DE FREGUESIA NO 25º ANIVERSÁRIO DA ELEVAÇÃO DE MARINHAIS A VILA


 
"Bem-vindos á nossa festa, a festa da nossa vila. Obrigado desde já pela vossa presença: Sr. presidente da Assembleia Municipal e Srs. Vereadores, Sr. Presidente e Srs deputados da Assembleia de freguesia, Antigos Presidentes de Junta e familiares daqueles que já não estão entre nós. Sr. Padre, Sr. Comandante da GNR, Representantes das Associações e colectividades de Marinhais, Amigos e a toda a população.


Estamos hoje aqui para comemorar o XXV aniversário de elevação a vila de Marinhais. Quando comecei a escrever este pequeno discurso, dei comigo a recordar como era Marinhais no tempo da minha infância, num passado pouco distante.
Naquele tempo tudo era diferente, ia de bicicleta a casa dos meus avós que viviam na serra, o caminho era difícil com muitas pedras e areia, a ladear esse caminho havia eucaliptal e poucas casas. Já em casa dos avós íamos buscar água ao poço e jantávamos á luz do candeeiro a petróleo. Com os meus avós maternos ia de carroça puxada por uma mula vender de porta em porta fruta colhida no pomar e também ovos caseiros. São recordações que eu mantenho e com certeza muitos de vós também as têm. Nesse tempo não muito longínquo ter água e luz não era privilégio de todos mas cerca de 3 décadas depois tudo mudou.
Com a ajuda de todos os autarcas que por aqui passaram fomos tendo melhores vias de comunicação, fornecimento de água, saneamento básico e electricidade. O comércio foi aumentando e os serviços também.
Em 1985 cumpríamos todos os requisitos para subir a vila e assim aconteceu, não posso deixar de referir alguns nomes de pessoas envolvidos neste processo e que contribuíram para aquilo que somos hoje, uma VILA, como foi o Dr. Monteiro (deputado), António Moreira (Presidente da Câmara) e Joaquim Santos (Presidente da Junta de freguesia de Marinhais)
De uma aldeia com cerca de 5 mil habitantes em 1985 passámos a uma vila com cerca de 10 mil pessoas passados 25 anos. Fomos crescendo ao longo dos anos, também por culpa dos que abandonam a confusão das grandes cidades e se rendem ao descanso que podem usufruir em vilas coma a nossa.
Ao longo destes 25 anos muito foi feito em prol da nossa terra, todos os autarcas que por cá passaram fizeram o melhor que sabiam e podiam pela nossa vila. Com muitas dificuldades fomos crescendo até ao que somos hoje.
Somos uma vila que continua a crescer a olhos vistos e nós autarcas temos a obrigação de acompanhar esse crescimento.
Muito melhorou nos últimos anos, mas o povo é cada vez mais exigente e nós estamos cá para tentar da melhor maneira possível ajudar todos, mas também temos de lembrar que não conseguimos sozinhos, vocês têm de ajudar. A freguesia é de todos, todos temos obrigações a cumprir e todos temos de respeitar o próximo como gostaríamos de ser respeitados.
Lembro por exemplo o último Inverno que passou, que de tão rigoroso que foi fez muitos estragos e houve gente a sofrer por culpa de outros. Pela falta de limpeza de valas ou porque simplesmente essas valas desapareceram porque convinha a alguém que assim fosse, então e o respeito pelo outros?!
Vamos limpar e manter em condições os nossos terrenos para o nosso bem-estar e daqueles que nos rodeiam.
Vamos respeitar o ambiente e colocar o lixo no sítio apropriado não fazendo lixeiras à beira das estradas e junto a contentores.
Há tantas coisas que têm de partir de cada um de nós para atingirmos o equilíbrio, para sermos uma vila que nos orgulhe a todos.
Nós, representantes do povo na nossa freguesia, estamos cá para ajudar, sempre todos unidos e não cada um por si. A partir de pequenos gestos de cada um vamos com certeza ser uma Vila mais acolhedora, mais segura e muito mais aprazível para quem nos visita. Temos um longo caminho a percorrer, novas obras surgirão, para o nosso bem-estar.
Neste momento já temos uns sanitários públicos dignos desse nome Está em fase de conclusão a construção de 20 ossários no nosso cemitério. Queremos remodelar alguns jardins e construir mais parques de estacionamento. Temos vindo a limpar algumas valas importantes Temos mantido o melhor possível os nossos jardins e as vias públicas.
Como sabem a nossa situação financeira não nos permite que avancemos tão rápido quanto desejaríamos mas com certeza atingiremos os nossos objectivos.
Muito em breve, e pelas indicações que me foram transmitidas ainda este mês, arrancarão as obras para a construção do Centro Escolar de Marinhais uma obra da nossa Câmara Municipal com o apoio de fundos comunitários e que contribuirá muito para o bem-estar das nossas crianças e para um melhor trabalho de todos aqueles que trabalham com essas crianças.
Muito mais nós queremos fazer e vamos trabalhar para o conseguir, mas volto a lembrar, a Junta de Freguesia não trabalha sozinha, todos temos de colaborar ajudando a construir uma vila cada vez mais bonita, mais acolhedora, mais limpa e que nos deixe a todos orgulhosos de sermos desta vila que é MARINHAIS.
Quero lembrar ainda o trabalho de todas as associações e colectividades que à sua maneira vão participando na vida da nossa vila, colaborando sempre quando é preciso, dando momentos de alegria ao nosso povo e que levam o nome da nossa terra a todo o país e fora dele.
Antes de terminar quero fazer um agradecimento muito especial a todos aqueles que tornaram possível esta festa, não vou mencionar nomes, eles sabem quem são e que eu posso contar com eles sempre que for preciso.
Obrigado a todos. Viva a nossa vila. Viva MARINHAIS."

FESTAS DOS FOROS DE SALVATERRA



(Animação musical)

Iniciou-se na passada 6ª feira a edição deste ano das Festas em Honra do Imaculado Coração de Maria. Gastronomia, animação musical, fogo de artifício, jogos tradicionais, vacadas e entradas de toiros são alguns dos atractivos para que todos visitem os Foros de Salvaterra.


(Grupo Dream-Dancing)

Hoje, último dia das Festas, ainda poderá ver a partir das 15 h gincana automóvel, às 18 h demonstração de acrobacias aéreas, às 19 h entrada de toiros, 21 h demonstração da escola de Shorinji Kempo, 22 h Rancho Folclórico Regional Adultos dos Foros de Salvaterra, às 23 h os Santamaria, entre muita outra animação. A não perder!

25º ANIVERSÁRIO DA ELEVAÇÃO DE MARINHAIS A VILA


Assinalou-se a 9 de Julho o 25º aniversário da elevação de Marinhais a vila, comemorações que decorreram ontem no Largo da República daquela vila ribatejana.


Numa pequena intervenção emocionada e recordando a sua infância, a Presidente da Junta de Freguesia, Fátima Gregório, lembrou as dificuldades que existiam naquela época, evidenciou o trabalho de todos os autarcas que sempre deram o seu melhor em prol de Marinhais e afirmou que - com a ajuda de TODOS - Marinhais vai continuar o seu processo de desenvolvimento.


Antes do almoço-convívio (sardinha assada, porco no espeto, pão e vinho) aberto a toda a população o folclore esteve em destaque com a excelente actuação do Grupo de Dança “OS Lusitanos” de Marinhais, tendo ficado para a tarde o bolo de aniversário da vila e mais animação musical a cargo de “José Foguete e Manuel Monteiro”.
Parabéns à cuidada organização da Junta de Freguesia de Marinhais.

domingo, 11 de julho de 2010

MELHORAR O COMBATE A INCÊNDIOS EM MUGE E NO GRANHO

Depois dos alertas feitos pelo vereador Hélder Esménio (PS) nas reuniões de Câmara de 5.05.2010 e de 9.07.2010 (ver posts de 6.05.2010 e de 10.07.2010), chegou também à comunicação social local e regional a insuficiência que as bocas-de-incêndio da Zona Industrial de Muge apresentam para encher rapidamente as viaturas dos Bombeiros que venham a ser mobilizadas para combater aquele tipo de flagelos.

Zona Industrial de Muge mal protegida em caso de incêndio
2010-07-09


As bocas de incêndio existentes no local não têm pressão suficiente para serem eficazes.


A água que sai das bocas de incêndio localizadas na Zona Industrial de Muge, no concelho de Salvaterra de Magos, não tem pressão suficiente para assegurar um abastecimento e combate eficazes por parte dos bombeiros se um sinistro se declarar na área. A título de exemplo, no final do passado mês de Junho deflagrou um pequeno foco de incêndio no Granho e os bombeiros necessitaram de abastecer as viaturas de combate nas referidas bocas de incêndio da Zona Industrial de Muge, tendo sentido grandes dificuldades em fazê-lo. O atraso no tempo de resposta e em consequência o potencial agravamento das situações verificadas são assim as maiores preocupações. A Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, em conjunto com o Gabinete Municipal de Protecção Civil, vai tentar encontrar uma solução para este problema.
Ana Militão

sábado, 10 de julho de 2010

RESCALDO DA REUNIÃO DE CÂMARA DE 09-07-2010

No período antes da Ordem do Dia o vereador socialista Helder Manuel Esménio voltou a chamar a tenção para a necessidade de se dotar as freguesias de Muge e do Granho de um adequado sistema de enchimento rápido (com água) das viaturas de combate a incêndios – antes que ocorra alguma situação grave - pois já ficou demonstrado, por mais de uma vez, a ineficácia do recurso a bocas de incêndio, designadamente na Zona Industrial de Muge. O mesmo vereador apelou ao ajustamento do horário de funcionamento dos semáforos de Salvaterra – que são desligados durante a noite – aos horários de Verão e de Inverno para não fazer perigar a segurança dos utentes das EN 118 e EN 114-3.
O vereador Hélder Esménio destacou também a importância de se intervir, como há anos se fez em Salvaterra de Magos, no Mercado Diário de Marinhais, antes que uma qualquer acção inspectiva de rotina (ASAE) possa determinar o seu encerramento, como já aconteceu recentemente noutro mercado diário do distrito.
(Clique em cima para visualizar melhor)

Congratulou-se, ainda, este vereador socialista pelo não encerramento, no próximo ano lectivo, da Escola EB 1 da Várzea Fresca esperando que a maioria no executivo possa construir o mais rapidamente possível, como prometeu em campanha eleitoral, o Centro Escolar dos Foros de Salvaterra e da Várzea Fresca.
(Clique em cima para visualizar melhor)

O vereador João Manuel Simões (PS) dirigiu um voto de parabéns a Marinhais pois no dia da reunião comemora-se o XXV aniversário da sua elevação a vila.
(Clique em cima para visualizar melhor)

O vereador Jorge Burgal (ex-PSD) chamou a tenção da Câmara Municipal para a necessidade de cumprir a promessa que havia feito em 13.09.2008 de mandar um técnico á estação ferroviária de Marinhais (sede da AMAR) para identificar o tipo de intervenção que têm de ser feitas na cobertura daquele edifício.
A vereadora Margarida Pombeiro (BE) destacou o encerramento do ano lectivo da Universidade Sénior, a 30 de Junho, em Marinhais, com a realização de um jantar/convívio. Informou que prosseguem os passeios dos idosos à praia de Vieira de Leiria e que nos meses de Verão a Biblioteca Municipal vai ter a funcionar algumas “oficinas” e uma exposição.
O vereador Luís Gomes (BE) apresentou um voto de pesar pelo falecimento do escritor José Saramago (aprovado por unanimidade) e uma moção (aprovada pela maioria com a abstenção dos vereadores socialistas) contra os cortes de verbas para as autarquias, no nosso caso de cerca de 220.000€, no âmbito do Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC).
A Srª Presidente referiu-se ao encerramento do ano nas piscinas municipais, à realização em Marinhais de mais uma rota pedestre e ao OTL que vai contar nos meses de Julho e Agosto com 90 crianças. Enalteceu a realização em Muge do campeonato nacional de petanca (32 participantes masculinos e 16 femininos) e assumiu que em Setembro se iniciará a auscultação dos autarcas por causa do processo de revisão do PDM (ainda em fase muito inicial de elaboração). Disse ainda que o início da construção do Centro Escolar de Marinhais está aprazado para meados deste mês.

No período da Ordem do Dia destaca-se a aprovação por maioria (abstenção dos vereadores Hélder Esménio, João Simões e Jorge Burgal) do novo Regulamento de Transportes Escolares, tendo os vereadores socialistas sustentado a sua posição com a intervenção que seguidamente se reproduz e que de algum modo enuncia a inconstância que as famílias têm vivido, com avanços e recuos por parte da CM, no que diz respeito ao transporte das crianças e por não lhes terem sido fornecidos os elementos que solicitarem sobre o número de crianças que vão ficar sem transporte e qual o montante poupado pela autarquia com esta decisão. Contra-argumenta a Srª Presidente que no período em que este Regulamento esteve em discussão pública nenhum pai ou encarregado de educação suscitou qualquer discordância.
(Clique em cima para visualizar melhor)

Última referência para a provação unânime do Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo com algumas correcções (de cariz mais técnico) introduzidas á proposta BE, conforme se explicita na intervenção do vereador Hélder Esménio (PS).
(Clique em cima para visualizar melhor)

A maioria não quis aceitar a indexação do valor da bolsa de estudo ao salário mínimo nacional, o que permitiria a actualização automática do seu valor anualmente e também não quis criar um segundo escalão de rendimento para permitir ajudar mais famílias, ainda que com um valor de bolsa menor, quando comparado com as situações mais carenciadas.